Ponto de Equilíbrio: aprenda o que é e como calculá-lo para maximizar os resultados da sua empresa

É inquestionável que o objetivo de todo empresário ao iniciar um empreendimento é gerar lucros. Mas será que todos estão levando em consideração as informações necessárias para tomar as decisões mais assertivas e gerar resultados positivos para a empresa?

Neste artigo eu vou tratar sobre o famoso Ponto de Equilíbrio,  aprenda o que é e como calculá-lo para maximizar os resultados da sua empresa. Acompanhe:

1. Afinal o que é o Ponto de Equilíbrio ou Break Even Point?

Ponto de equilibrio
Ponto de Equilíbrio – Break Even Point

O Ponto de equilíbrio, também conhecido como Break Even Point, é o termo que designa o momento em que as receitas e os custos fixos e variáveis de uma empresa se encontram.

Dito de outra forma, é aquele momento em que a empresa consegue pagar todas as contas, todos os valores superiores a este  ponto representam lucro para a empresa.

O Ponto de equilíbrio também pode ser considerado aquele valor mínimo que a empresa precisa obter todos os meses para operar e pagar as contas. Caso o mesmo não seja atingido a empresa passa a operar em prejuízo.

Mas será que tudo que o empresário quer é apenas alcançar o ponto de equilíbrio? Claro que não! O grande desafio das organizações é converter seus esforços em resultados superiores ao ponto de equilíbrio sempre visando a maximização dos lucros.

2.Como calcular o ponto de equilíbrio?

            O Ponto de equilíbrio é um percentual obtido a partir da divisão dos Custos Fixos pela Receita menos o custo variável multiplicado por 100. Conforme a equação abaixo:

PE= (Custo Fixo)/(Receita-Custo Variável))x 100

Para entender melhor esta relação é importante saber diferenciar os conceitos de custo fixo, custo variável e margem de contribuição. Observe:

2.1 Custo Fixos

Os custos fixos são aqueles valores que estão envolvidos no processo de fabricação, comercialização ou execução  do produto ou serviço e que não estão diretamente relacionados à quantidade de produto produzido ou serviço executado.

Independentemente da realização ou não da operação os custos fixos irão existir.

Os principais exemplos de custos fixos que posso te dar são: salário da mão-de-obra, contas de energia e água da fábrica ou ambiente onde se comercializa o produto ou presta o serviço e aluguéis.

2.2 Custos variáveis

Já os custos variáveis estão diretamente relacionados à quantidade de produtos produzidos, vendidos ou serviços executados.

Estes irão aumentar de forma proporcional à produção, venda ou execução dos serviços pela empresa. Ou seja, vão crescer proporcionalmente à operação.

Os principais exemplos de custos variáveis são: Matéria-prima, Comissão de vendedores, Fretes e carretos, impostos sobre vendas e etc.

2.3 Margem de Contribuição

            A Margem de contribuição como o próprio nome sugere, representa o quanto cada venda vai contribuir para a formação do lucro da empresa após descontar os custos variáveis que incorrem sobre a operação.

A Margem de contribuição é calculada subtraindo-se da receita os valores referentes aos custos variáveis. A Margem de contribuição irá contribuir para que a empresa consiga pagar os seus custos fixos e obter ao final o tão esperado lucro.

3.Por que a empresa deve calcular o Ponto de Equilíbrio?

O principal benefício obtido pela empresa ao calcular corretamente o seu ponto de equilíbrio é poder realizar um planejamento financeiro e de vendas, de forma que a empresa conseguirá dimensionar até onde a mesma poderá gastar e quanto de receita deverá gerar no mês para conseguir honrar com os seus compromissos financeiros, dessa forma, o cálculo do ponto de equilíbrio é essencial para:

  • Realizar o planejamento de metas de vendas;
  • Estabelecer a quantidade de produtos ou serviços a serem vendidos;
  • Formar o preço de venda dos produtos ou serviços;
  • Planejar os gastos;
  • Estimar o lucro;
  • Reduzir custos e etc.

4.Como maximizar os lucros da empresa a partir do cálculo do Ponto de Equlíbrio (Break even Point)?

Para maximizar os lucros obtidos pela empresa é necessário otimizar o percentual do ponto de equilíbrio. Para esta conta menos é mais! Quanto menor for o ponto de equilíbrio melhor será para a empresa. Pois significa que a mesma terá que obter menos recursos para pagar todas os custos e a partir daí conseguir obter lucro.

De forma inversa, quanto maior for o ponto de equilíbrio significa que mais esforços a empresa terá que fazer para alcançar o valor mínimo para pagar os custos e não ter prejuízo.

Dito isto, para o gestor maximizar os lucros da empresa, deverá investir em esforços para reduzir os custos fazendo com que seja necessário um menor esforço em vendas para obter o valor necessário para cobrir os custos da empresa e começar a auferir o tão esperado lucro.

Para otimizar os custos a empresa deve-se investir em estratégias que promovam um melhor aproveitamento dos recursos. Se você quiser saber mais como fazer isso, recomendo a leitura dos artigos abaixo:

Artigo 1: Como economizar com fornecedores?

Artigo 2: 5 dicas para fechar o mês no azul

Artigo 3: 8 Passos + Ferramenta matadora para organizar as tarefas do dia-a-dia e ser mais produtivo

Artigo 4: 03 fatores que podem afetar o desempenho da empresa

Se mesmo assim você quiser uma ajuda especial para calcular o Ponto de Equlíbrio (Break even Point) da sua empresa e até mesmo aplicar ferramentas de controle financeiro que vão elevar o seu empreendimento para um outro patamar, clique no link abaixo e preencha o cadastro para falar com um consultor. É simples, rápido, fácil e gratuito!

Quero falar com um consultor

Se você gostou deste artigo, compartilhe para que mais pessoas possam ter acesso a esta informação e não esqueça de deixar o seu comentário abaixo com a sua opinião. Te vejo no próximo insight 😀



Author: Aparecida Amaral
Administradora de formação pela Universidade Federal de Alagoas, em 2015 recebeu a Certificação Como gerente da Qualidade pelo Quality Total Institute Latino-americano (Chile), é Avaliadora do Prêmio Estadual da Qualidade em Alagoas (ciclos 2015, 2016 e 2017). Possui Experiência na Implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade: Modelo de Excelência da Gestão (MEG) e ISO 9001. Atua Como consultora organizacional pela Implantta Consultoria.